ONU diz que morte de Kadafi encerra capítulo na Líbia

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou nesta quinta-feira que a morte do ex-líder líbio Muammar Kadafi encerra "um doloroso e trágico" capítulo na história da Líbia, e dá passagem à reconciliação nacional e a respeito pelos direitos humanos.
 (PHILIPPE DESMAZES/AFP)
Ban ressaltou que a morte do ex-ditador encerra um regime de 42 anos e afirmou que a Líbia "começa agora um novo capítulo baseado na reconciliação nacional, justiça, respeito aos direitos humanos e império da lei".
O secretário-geral da ONU, que quando se soube da morte do ex-ditador líbio qualificou esta quinta-feira como dia "histórico", pediu em comunicado aos líbios que se mantenham unidos. Ele elogiou o povo líbio "por sua firmeza e coragem durante todo o sofrimento que tiveram".
"Envio as condolências da ONU aos familiares daqueles que perderam suas vidas nesta luta pela liberdade. É o momento da reconstrução, e não da vingança", destacou o secretário-geral das Nações Unidas.
Com informações Terra
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade