Inflação sobe e já atinge 83,7% da meta estipulada pelo governo

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) referente ao mês de setembro, divulgado pelo IBGE nesta sexta-feira (5/10), registrou alta de 0,57% e no acumulado do ano 3,77% ante 4,97% do mesmo período do ano anterior. O indicador ficou superior a expectativa do governo (0,54%) e do mercado (0,56%), e é o maior índice para um mês de setembro desde 2003 (0,78%).

O IPCA acumulado até setembro já representa 83,7% da meta central de 4,5% definida pelo governo. Para que o indicador do ano fique dentro da meta, a média mensal do IPCA no último trimestre do ano deve ser no máximo de 0,25%. Mas, as estimativas apontam para uma média de 0,48%, determinando taxa de 5,3% para o ano.

O grupo Alimentos e Bebidas foi o que obteve maior peso na aceleração do índice em setembro, registrando alta de 1,26% no último mês, com impacto de 0,30 ponto porcentual (p.p.) na taxa do IPCA do mês, mais da metade da inflação de setembro. A alta dos preços dos alimentos é devido ainda em decorrência da quebra de safra de grãos nos Estados Unidos.

As despesas com Habitação tiveram o segundo maior peso na inflação do mês, e acelerou para 0,71% ante 0,22% em agosto. Já os grupos Educação e Artigos Residenciais apresentaram recuo de 0,41 p.p. e 0,22 p.p. em relação a agosto, respectivamente.

Correio Braziliense
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade