Mineiro viaja 230 km para pedir condenação de réus do caso Bruno

Um mineiro de 51 anos viajou 230 km de Viçosa a Contagem, de ônibus, para ver o julgamento de Bruno e os outros réus acusados da morte de Elisa Samudio, mas encontrou as portas do fórum fechadas para o público.

André Luiz dos Santos, que pede a condenação de todos, chamou a atenção na frente do fórum por carregar uma cruz com cartazes de Eliza, Bruno e Macarrão.

Santos afirma já ter participado dos julgamentos do casal Nardoni e do caso Eloá, em São Paulo, além de outros júris no Rio e manifestações em Brasília, contra o mensalão e o novo Código Florestal.

Identificando-se como empresário do setor de placas de publicidade, casado e pai de três filhos, ele diz que faz esses protestos pelo país "para chamar a atenção da população porque ela pode mudar tudo isso que está aí". Ele pede a condenação dos réus.

Santos considerou um erro da Justiça excluir a participação do público.

"Até no julgamento do mensalão pôde entrar", afirmou o manifestante.

Folha
Leia mais em: ,
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade