Comércio de fim de ano aquece mercado e abre seis mil vagas temporárias

Eliene Marques, recém-contratada , vê oportunidade ter a carteira de trabalho novamente assinada (Adauto Cruz/CB/D.A Press)
Eliene Marques, recém-contratada , vê oportunidade ter a carteira de trabalho novamente assinada

O serviço temporário, ofertado tradicionalmente no fim de ano, pode ser uma oportunidade de ingressar ou de retornar ao mercado de trabalho e conseguir a tão sonhada carteira assinada. Até ontem, cerca de 6 mil pessoas assinaram, no comércio, contratos com prazo limitado, segundo o Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal (Sindivarejista-DF). Não existe um levantamento sobre quantas vagas ainda estão disponíveis, mas a entidade garante que os interessados ainda podem alimentar esperanças. Os estabelecimentos, dos 28 mil existentes no DF, que reforçaram o quadro de pessoal efetivam, em média, 20% dos profissionais.

Para o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Junior, o funcionário deve procurar se destacar para garantir o emprego. “O trabalho temporário não é somente mão de obra extra no fim do ano para cobrir o aumento da demanda, mas uma seleção. É a chance de o profissional se mostrar competente. Com certeza o comerciante prefere escolher alguém de quem conhece o desempenho. Em todo o Brasil, 35% das empresas pretendem contratar os temporários”, explicou.

Correio Braziliense
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade