Motorista que empurrou PM após acidente paga fiança e é solta

A motorista presa por suspeita de dirigir embriagada após bater num poste no Brooklin, na Zona Sul de São Paulo, foi solta após pagar fiança de R$ 9.952. Segundo a Secretaria de Segurança Pública informou nesta quarta (26), a engenheira química Selma Callegari da Silva foi liberada na terça-feira (25).

No carro dela foram encontradas latas de cerveja. A embriaguez foi constatada em exame clínico feito no Instituto Médico Legal (IML), já que ela se recusou a fazer o teste do bafômetro e exames de sangue. Além da fiança, Selma terá que pagar a multa por dirigir alcoolizada, de R$ 1.915,40.

O acidente aconteceu na esquina das avenidas Doutor Chucri Zaidan e Morumbi, na noite desta terçafeira. Um cinegrafista amador registrou o que aconteceu após o acidente. Nas cenas, a engenheira química tenta impedir a filmagem. Ela ainda empurra um policial militar. A mulher guiava um Hyundai Santa Fé.

Após se recusar a fazer o teste do bafômetro, segundo a Polícia Militar, Selma foi, então, conduzida ao 27º Distrito Policial, no Campo Belo, onde também se negou a ceder amostra de sangue no IML. Lá, um exame clínico constatou o consumo de bebida alcóolica e ela foi indiciada e presa em flagrante por embriaguez ao volante. Na delegacia, Selma não quis falar com a imprensa sobre o ocorrido.

Antes das mudanças na Lei Seca, que começaram a valer na sexta-feira (21), somente o bafômetro e o teste sanguíneo serviam como provas para o motorista suspeito de embriaguez responder a processo criminal. Agora, com a nova lei, gravações em vídeo também podem valer para comprovar a embriaguez. Outras provas que passam a ser permitidas são: fotos e depoimentos de testemunhas.

Balanço de Natal 

De acordo com balanço feito pela Polícia Militar, 71 motoristas foram multados em blitzes da Lei Seca em R$ 1.915,40 por dirigir alcoolizados em São Paulo entre as noites de sexta-feira (21) e esta terça (25). Ainda segundo a PM, 1.013 motoristas foram parados nas fiscalizações após a entrada em vigor da Nova Lei Seca, na sexta-feira. Apenas duas pessoas se recusaram a fazer o teste do bafómetro, e oito vão responder a processo por crime de trânsito.

G1
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade