Polícia detém homem que manteve ex-companheira em cárcere privado

O ambulante Felipe Canabrava, 22 anos, foi preso por volta de 17h desta segunda-feira (10/12), na QNL 3 de Taguatinnga Norte, acusado de manter, em cárcere privado, a ex-companheira. Contra o acusado, também havia um mandato de prisão por crimes vinculados à lei Maria da Penha. A polícia dá mais detalhes sobre o caso em coletiva na manhã desta terça-feira (11/12).

O delegado-chefe da 12ª delegacia de polícia, Moisés Martins, adiantou ao Correio que a polícia procurou o suspeito na tarde de ontem para prendê-lo por três crimes cometidos contra a ex-namorada, vinculados à lei Maria da Penha. Quando chegaram, no fim da tarde, à casa da ex-mulher, encontraram-na mantida em cárcere privado, desde às 15h, sob ameaças de morte.

Canabrava foi preso e autuado em flagrante por invasão de domicílio e cárcere privado. Além destes dois crimes ele responderá pelos crimes cometidos contra a ex-namorada. Felipe Canabrava já tinha passagem pela polícia por crimes como furto, estelionato e injúria.

Correio Braziliense
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade