Sondagem da Fecomércio aponta que brasiliense deve, mas é bom pagador

As famílias do Distrito Federal estão se endividando mais do que do que a média nacional. Em compensação, o percentual de inadimplentes é inferior à metade do restante do Brasil, assim como o devedor do DF quita os débitos em menos tempo do que no restante do país. Esse perfil da inadimplência foi desenhado com base no levantamento da Câmara dos Dirigentes Lojistas local e na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) da Federação do Comércio (Fecomércio).

De acordo com a sondagem, concluída no mês passado, 85,9% dos entrevistados tinham dívidas, contra 59% no restante do país. Apesar do alto índice de endividamento no DF, é pequeno o de pessoas com contas em atraso e que declaram não ter condições de quitar os débitos em aberto. Enquanto a média nacional de consumidores com dívidas atrasadas foi de 21% em novembro, na capital do país, o índice registrado ficou em 9,5%. A tendência segue para aqueles que declaram não ter condições de pagar o que devem. No Brasil, a taxa é de 6,8%, e no DF, 0,8%. O tempo médio de liquidação da dívida também é menor no DF. Em algumas unidades da Federação, os devedores demoram, em média, 180 dias para quitar os débitos em atraso.

Correio Braziliense
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade