ANS anuncia nova suspensão de planos de saúde, que atinge 225 operadoras

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) anunciou, nesta quinta-feira (10/1), a suspensão da venda de 225 planos de saúde, administrados por 28 operadoras, por três meses. De acordo com o órgão, a medida foi tomada já que as operadoras foram reincidentes em não atender os seus beneficiários nos prazos máximos para consultas, exames e cirurgias, previstos na Resolução Normativa nº 259.

A suspensão vale a partir da segunda-feira (14/1) e não deve afetar o atendimento aos atuais usuários desses planos de saúde, mas impede a inclusão de novos clientes. É a terceira vez que o governo federal anuncia tal medida. No relatório anterior, divulgado em outubro de 2012, foram suspensos 301 planos de 38 operadoras.

Multas

As operadoras que não cumprirem os prazos definidos pela ANS estão sujeitas a multas de R$ 80 mil ou de R$ 100 mil para situações de urgência e emergência. Em casos de descumprimento reiterado, as operadoras podem sofrer medidas administrativas, como a suspensão da comercialização de parte ou da totalidade dos seus planos de saúde e a decretação do regime especial de direção técnica, inclusive com a possibilidade de afastamento dos seus dirigentes.

Fique atento

O consumidor que tentar agendar o atendimento com os profissionais ou estabelecimentos de saúde credenciados pelo plano e não conseguir dentro do prazo máximo previsto deve entrar em contato com a operadora do plano para obter uma alternativa para o atendimento solicitado. Neste contato, não se deve esquecer de anotar o número de protocolo, que servirá como comprovante da solicitação feita.

Correio Braziliense
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade