Estudantes relatam drama de familiares das vítimas da tragédia no RS

People cry after a getting news about the deadly fire.

Dois estudantes, que vivem na cidade de Santa Maria (RS), relatam o drama vivido pelas famílias, e a rotina de shows na boate. Segundo Eduardo Barcellos Nunes, 18 anos, Kiss era considerada uma das melhores boates da cidade. Ele não esteve no local na noite da tragédia, mas, de acordo com ele, shows com "mini-fogos de artifício" eram comuns. A estudantes Diessica Gaige, 20, afirmou que o processo de identificação das vítimas é demorado. "Há muitos corpos queimados", contou. Confira os depoimentos:

"A situação é comovente, está todo mundo muito desesperado, querem saber o nome dos parentes. Já foi divulgada uma lista com 40 nomes de mortos e internados, mas está difícil de ter acesso a esses nomes porque o processo de identificação está demorado porque tem muitos corpos queimados. Está uma correria. Estou acompanhando uma amiga, que está nervosa. A mãe e o padrasto dela estavam na boate, com o pessoal da engenharia florestal, um dos cursos que organizava a festa no local. Estamos no Ginásio Municipal de Santa Maria agora com mais de 300 pessoas, todos familiares procurando os parentes desaparecidos", diz Diessica Gaige, 20 anos, estudante de sociologia da Federal de Santa Maria.

"Frequento a boate, já fui três ou quatro vezes. A estrutura é boa, é bem grande, com novas instalações, é uma das melhores boates da cidade. É um lugar frequentado, principalmente, por jovens entre 18 e 22 anos. Olha, sempre teve shows com mini-fogos de artifício dentro do estabelecimento. Quando iniciava um show, de uma dupla sertaneja, por exemplo, apareciam faíscas no palco antes da banda aparecer para tocar. Não sei o porquê desse problema ontem. É preciso investigar. Não conheço ninguém por enquanto que estava na boate no momento da tragédia mas estou ligando para todos os amigos para ter mais informações e ajudar no que eu puder", conta Eduardo Barcellos Nunes, 18 anos, estudante de pré-vestibular.

Universo Jurídico
Leia mais em: ,
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade