Kim Dotcom lança novo serviço de armazenamento que oferece até 50 GB


Exatamente um ano após o Megaupload ser fechado pelas autoridades dos Estados Unidos em uma operação contra a pirataria na internet, Kim Dotcom, o fundador do popular site de compartilhamento de conteúdo, volta à cena. Pelo Twitter, ele anunciou o relançamento da polêmica, agora rebatizada de Mega. O serviço entra ao neste sábado (19) e promete oferecer 50GB de armazenamento gratuito para os usuários.

Com isso, Dotcom, que ficou preso durante um mês na Nova Zelândia, irá bater de frente com grandes companhias de tecnologia como Google e Microsoft que também disponibilizam serviços de hospedagem de arquivos, porém, com muito menor capacidade.


Segundo fundador, o Mega irá oferecer um produto altamente seguro, com profundo nível de criptação e que não permitirá qualquer tipo de rastreamento dos internautas. Ele também pretende privilegiar os usuários premium do antigo site. “Nossos advogados estão procurando obter autorização da Justiça para transferir os dados dos usuários do Megaupload”, disse no Twitter. Dotcom revelou que a Eletronic Frontier Foundation (EFF), organização especializada em direito digital, apoia a criação do site.

Nas últimas semanas, Dotcom aproveitou para fazer marketing da nova página e não perdeu a oportunidade de alfinetar o governo. Com anúncio gravado no serviço Soundcloud, ele criticou espionagem que sofreu de serviços secretos e a falta de privacidade na web. "Um dos direitos humanos mais básicos é a privacidade. É por isso que as calças foram inventadas. Mega.co.nz são como calças para a internet. E acho que todos concordamos que a internet precisa colocar calças”, disse.



Correio Braziliense
Leia mais em: ,
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade