"Um desafio à luz" começa dia 29



O curador da exposição Jacob Thage e também diretor do Museum Jorn, Silkeborg, Dinamarca, explica que o título da exposição, Um desafio à luz, foi extraído do prefácio de um livro de René Renne e Claude Serbanne sobre os desenhos de Jorn, publicado em 1947. Segundo Thage, os autores escreveram que os desenhos de Asger Jorn (1914-1973) tinham “um brilho sulfúrico” e que, já naquela época, haviam descoberto que suas obras não eram apenas estudos de introspecção: “Elas valiam para o mundo inteiro”.

O Museu Nacional traz a exposição Asger Jorn – Um Desafio à luz, composta de 48 desenhos/colagens e aquarelas, além de 53 gravuras, somando 101 trabalhos sobre o papel, provenientes do Museu Jorn, na Dinamarca, e três pinturas de coleções particulares. O integrante do Grupo CoBrA (1948-1951) notabilizou-se por uma produção que se estende do desenho, pintura e artes gráficas até a cerâmica, a escultura, a tapeçaria etc. “Em todas as suas obras, Jorn baseia-se em uma iconografia pessoal, um universo que trata de estética, ciências sociais, política, história, filosofia e vida privada”, afirma o curador.

Museu Nacional da República de terça a domingo, das 9h às 18h30. A entrada é franca.
Leia mais em:
Link:

Atualizar


Imprimir


Ao comentar, o usuário está ciente sobre a Política de Privacidade